04/02/2014

Coraline - Neil Gaiman



Como meros botões podem se tornar objetos valiosos e interessantes? Muitas vezes os botões são jogados no lixo, ou ficam guardados em caixas velhas. Mas creio que Neil Gaiman pensou de forma diferente. E graças a sua mente brilhante, o escritor criou a Bela Dama, que também é conhecida como Outra Mãe. Bela Dama é a vilã do livro Coraline. A Outra Mãe é muito parecida com a verdadeira mãe de Coraline, assim como o outro pai, a casa, e os vizinhos. Mas por trás da décima quarta porta - onde abre para uma parede de tijolos ou para um corredor frio e escuro, dependendo da hora e ocasião -, a casa aparenta ser mais bonita, com comidas mais gostosas, e brinquedos que parecem ganhar vida. Um outro mundo, porém parecido com o verdadeiro. Seria ótimo viver nesse outro mundo, onde a outra mãe e o outro pai parecem ser mais carinhosos e atenciosos. Um lugar mais alegre e divertido, como um sonho que se torna realidade. Mas nem sempre tudo é perfeito, ainda mais quando as coisas são fáceis demais. Para Coraline viver naquele mundo perfeito, ela precisaria mudar quem era, ser diferente. Adotar os botões e se tornar parte daquela família. Por que "adotar" os botões? A Outra mãe e o Outro pai tem botões no lugar de olhos, e a bela dama queria que Coraline vivesse para sempre com eles, e que desistisse de sua verdadeira família. Porém, Coraline teria que deixar a Outra mãe costurar um belo par de botões negros e cintilantes no lugar de seus olhos.
Imaginem corpos recheados por espumas, bocas costuradas por linhas grossas, sorrisos falsos, sendo apenas moldados pelas mãos de quem os costurou. Existe um personagem muito importante, e na minha opinião, ele é o personagem mais inteligente do livro. Sim, estou falando do Gato Negro. O belo gato com grandes olhos verdes e pelagem num tom preto quase azulado. Ah, também não podendo deixar de lado o fato das 3 crianças que estão presas por trás do espelho, e Coraline será a salvadora dos pequeninos. 

Um pequeno trecho do livro:

- Por favor, qual é o seu nome? - perguntou ao gato. - Olha, sou Coraline. Tá?
O gato bocejou lenta e cuidadosamente, revelando uma boca e uma língua de um rosa impressionante.
- Gatos não tem nomes. - disse.
- Não? - perguntou Coraline.
- Não - respondeu o gato. - Agora, vocês pessoas têm nomes. Isso é porque vocês não sabem quem vocês são. Nós sabemos quem somos, portanto não precisamos de nomes.



Além do livro, também foi criado um stop-motion baseado na obra. Algumas fontes dizem que o filme chegou a faturar mais de 16 milhões de dólares apenas no fim de semana da estreia. E em 2010 foi lançado um jogo para videogames baseado no filme. É maravilhoso. Assisti o filme umas 11 vezes. 
Neil Gaiman é um dos meus escritores prediletos. É um homem brilhante, com uma mente fantástica. Recomendo todos os livros dele. E recomendo uma das HQ's mais intrigantes e bem elaborada que já tive a oportunidade de ler. E qual seria? Obviamente estou falando de Sandman! Mas não falarei sobre Sandman nesta postagem, não aqui, não agora, não nessa noite, talvez em outra, quem sabe? 

"Você provavelmente acha que este mundo é um sonho tornado realidade, mas você está errado" - Black Cat


Nenhum comentário:

Postar um comentário